ENERGIA ALTERNATIVAS – HÍDRICA

30 outubro 2015

A Energia Hídrica é a energia que provem da força cinética das águas de um rio, e que com o apoio de turbinas hidráulicas obtém-se a eletricidade.

Esta fonte energética a pesar de ser renovável e limpa pode apresentar riscos (como alagamentos, o aumento do nível do rio, a destruição do habitat natural de diversos animais principalmente aquáticos e etc.) as áreas vizinhas durante a construção da usina hidrelétrica.

A captação da eletricidade acontece da seguinte forma: quando as comportas se abrem ocasionando a queda d’água, as turbinas hidráulicas são movimentadas. Logo, os geradores que estão ligados as turbinas produzem a chamada energia mecânica que é convertida em energia elétrica. Por fim esta energia é transferida para transformadores que aumenta a tensão da energia permitindo que a eletricidade chegue até as cidades.

O processo de produção da hidroeletricidade é considerado das mais eficientes e menos poluidoras se conduzida de forma adequada.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DA ENERGIA HIDRELÉTRICA 

Vantagens

– É uma fonte de energia renovável;

– É uma energia que apresenta baixo custo;

– Não há resíduos poluentes, logo é uma energia que não polui;

– A água usada pode ser devolvida de forma que poderá ser usada novamente para irrigação de plantações, navegações e etc.

– É a maior vantagem das centrais hidroelétricas é a transformação limpa do recurso energéticos natural, a água;

Desvantagens

– Em época de pouca chuva nas cabeceiras dos rios, pode ocorrer a diminuição da geração de energia elétrica;

– Alteram a paisagem e com isso prejudicam as espécies de animais que vivem no local;

– Ocupam áreas extensas de produção de alimentos e florestas.

– Provoca alterações climáticas que irão comprometer a fauna e flora;

As Principais Usinas Hidrelétricas do Brasil

– Usina Binacional de Itaipu (parceria com o Paraguai) – localizada no rio Paraná tem capacidade 7.000 MW (parte brasileira)

– Usina de Tucuruí – localizada no rio Tocantins tem capacidade de 8.360 MW.

– Usina de Ilha Solteira – localizada no rio Paraná tem capacidade de 3.450 MW.

– Usina de Xingó – localizada no rio São Francisco tem capacidade de 3.160 MW.

– Usina de Paulo Afonso – localizada no rio São Francisco tem capacidade de 3.980 MW.

– Usina de Jirau – localizada no rio Madeira tem capacidade de 3.750 MW.

O vídeo abaixo exemplifica o funcionamento da produção desta fonte de energia:

(Produzido pelo Estúdionjovem da Editora Abril – Complexo Tapajós)