arqcruz_engenharia_projeto_de_hidraulica

CONHEÇA AS INFORMAÇÕES QUE UM BOM PROJETO DE HIDRÁULICA DEVE CONTEMPLAR

26 julho 2015

Minimizar riscos e prejuízos, prever impactos e maximizar a utilização de recursos estão entre as fundamentais vantagens ao se desenvolver e executar, com o máximo de detalhamento, o projeto hidráulico de edificações com perfis residenciais, comerciais e industriais.

Também fazem parte das principais especificações contempladas pelo documento as relacionadas aos sistemas de abastecimento de água e a veiculação de esgoto sanitário. Porém, informações sobre o sistema de reuso, além da captação e emprego de águas pluviais, estão cada vez mais presentes, já que, o melhor aproveitamento desses recursos, vem se transformando em uma realidade cada vez mais próxima, devido à economia gerada e aos benefícios para o meio ambiente e a sociedade.

Com essas informações em mãos, o profissional ou empresa contratada se profunda em mais um nível de detalhamento como, por exemplo, do sistema de água. Nessa categoria entram informações como quantidade estimada de pessoas atendidas para avaliar o volume de consumo, bem como a pressão de torneiras, chuveiros, entre outros.

Um dimensionamento bem feito, e de acordo com as necessidades do cliente, elimina qualquer possibilidade de soluções improvisadas e onerosas, evitando futuros danos ao imóvel com reparos indesejáveis e comprometimento de sua estrutura.

Os benefícios acima também se aplicam para o correto desenvolvimento do sistema de esgoto. Para essa etapa, é preciso estar a par das normas vigentes para o transporte dos fluidos e descarte de dejetos (de acordo com a classificação da edificação) e sua interligação com a rede pública de coleta e tratamento do município. Caso a localidade não ofereça esse tipo de infraestrutura, o projeto de uma estação de tratamento deve constar na documentação.

Sistemas de reuso também precisam constar da planta geral, bem como a informação de como será sua alimentação e quais pontos serão abastecidos pela água reciclada. O mesmo se dá com o sistema abastecido por meio da captação da água da chuva, que também deve trazer dados sobre o local e estrutura disponível para seu armazenamento.

Além de informações sobre o fluxo e transporte de fluidos – sistemas de água e esgoto – o projeto de hidráulica ainda necessita fornecer dados como os tipos de tubos e conexões destinados para cada aplicação – conforme descrevemos acima – bem como registros, válvulas, metais e outros equipamentos, nos quais podemos incluir caixas de inspeção e sifonadas, ralos e aparelhos sanitários.

Quanto mais rico em informações o projeto for, mais fácil será calcular custos e impactos, seja durante a obra ou possíveis futuras alterações da planta original.